Ordenação da Lista

É preciso distinguir as listagens de:

Referências: obras consultadas e obrigatoriamente citadas no texto. Essa listagem é obrigatória.

Referências Consultadas
: obras consultadas e recomendadas pelo autor. Essa listagem é opcional.

A lista de referências inclui todas as fontes efetivamente utilizadas e consultadas para a elaboração do trabalho.


ORDENAÇÃO DA LISTA DE REFERÊNCIAS

Tanto para o NITEG quanto para o PPGCI, a listagem deve ser ordenada pelo sistema alfabético (ordem alfabética de entrada), em listagem única, para todo tipo de material: uma listagem para material citado no documento, e uma listagem para material consultado (se for o caso de adotar essa listagem). 

Na ordenação da listagem alfabética das referências bibliográficas, segundo a ABNT, considera-se, primeiramente, o sobrenome do autor e, a seguir, a ordenação cronológica (por data) de publicação.

1) Sobrenomes coincidentes de autores
Quando forem listados autores com o mesmo sobrenome, a ordenação alfabética será feita, após considerar o sobrenome, pelo prenome dos autores em questão. Por exemplo:

MADEIRA, Maria Isabel. Atividades juvenis na escola. São Paulo: Ethel, 1993.

MADEIRA, Raquel de. A escola no século XIX. 2. ed. Rio de Janeiro: Matheus, 1999. 

2) Duas ou mais edições de um mesmo documento
ordem recomendada é a da data mais antiga para a mais recente.

3) Edições com a data aproximada
As edições com datas aproximadas (por exemplo, [1999?]) serão listadas após as demais edições com datas comprovadas. 

FONTE

A lista é escrita com fonte Arial, tamanho 11, caixa alta e baixa, alinhamento esquerdo, entrelinhas simples, e duas entrelinhas simples entre os documentos referenciados. 

Toda vez que um título terminar com ‘?”,  “!” ou outro símbolo, é necessário inserir um ponto final “.”. Exemplo de título: “Crise econômica no Brasil: omissão do governo?.”


TRAÇO

Ao referenciar diversos trabalhos de mesmo autor, não substituir o nome do autor por um traço. Muitas vezes o primeiro trabalho referenciado está em outra página, o que dificulta a identificação do autor da referência desejada.

Usar o traço (com 6 caracteres) somente dentro da referência, quando for material que é parte de uma obra, de mesmo autor.
MATOS, Sergio. Anatomia do saber. In: ______. O conhecer da humanidade. Belo Horizonte: UFMG, 2008. p. 45-59. 

Se forem listadas diferentes edições de um mesmo documento, o título também não deverá ser substituído por um traço sublinear de seis toques, seguido de ponto final (______.). 


RECURSO TIPOGRÁFICO

O recurso tipográfico (negrito, grifo ou itálico) para destacar o elemento título deverá ser o mesmo escolhido, em toda a listagem, para padronização. Se usar elementos complementares, isto é, os não essenciais, esses elementos devem ser incluídos em todas as referências da lista.