Manual de Normalização para o NITEG e o PPGCI da ECI-UFMG
Apresentação do Manual > Glossário

Glossário

Este glossário está disponível no site da ABNT e foi elaborado por Nilcéia Lage de Medeiros e atualizado até 14 de março de 2006. Ele procura relacionar as palavras e termos técnicos utilizados na ABNT. Se a definição procurada não está aqui, escreva para nós utilizando o Formulário de Contato (no menu à esquerda) e dê sugestões para termos no glossário.

Abreviatura: Representação de uma palavra ou locução por meio de alguma(s) de suas sílabas ou letras.
Agradecimento(s): Texto onde o autor faz agradecimentos àqueles que contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho/publicação.
Alínea: Cada uma das divisões de um documento, indicada por uma letra minúscula seguida de parênteses.
Anexo: Texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e
ilustração.
Apêndice: Texto ou documento elaborado pelo autor, a fim de complementar sua argumentação, sem
prejuízo da unidade nuclear do trabalho.
Artigo científico: Parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias,
métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento.
Artigo de revisão: Parte de uma publicação que resume, analisa e discute informações já publicadas.
Artigo original: Parte de uma publicação que apresenta temas ou abordagens originais.
Autor(es) entidade(s): Instituição(ões), organização(ões), empresa(s), comitê(s), comissão(ões), evento(s), entre outros, responsável(eis) por publicações em que não se distingue autoria pessoal.
Autor(es): Pessoa(s) física(s) responsável(eis) pela criação do conteúdo intelectual ou artístico de um documento.
Cabeçalho composto: Cabeçalho formado por duas ou mais palavras ou símbolos, dos quais, pelo menos o primeiro, tem um significado próprio ou independente.
Cabeçalho simples: Cabeçalho formado de uma só palavra ou símbolo.
Cabeçalho: Nome, frase, expressão ou iniciais, colocados no alto de um registro bibliográfico, para dar um ponto de acesso em catálogos, listas e outros suportes.
Cabeçalho: Palavra(s) ou símbolo(s) que determina(m) a entrada.
Caderno: Folha impressa, anverso e verso, que, depois de dobrada, resulta em 4, 8, 16, 32 ou 64 páginas.
Capa: Proteção externa do trabalho e sobre a qual se imprimem as informações indispensáveis à sua identificação.
Capa: Revestimento externo, de material flexível (brochura) ou rígido (cartonado ou encadernado). A primeira e a quarta capa são as faces externas da publicação. A segunda e a terceira capa são as faces internas ou verso da primeira e quarta capa, respectivamente.
Capítulo, seção ou parte: Divisão de um documento, numerado ou não.
Citação de citação: Citação direta ou indireta de um texto em que não se teve acesso ao original.
Citação direta: Transcrição textual de parte da obra de um autor consultado.
Citação indireta: Texto baseado na obra do autor consultado.
Citação: Menção, no texto, de uma informação extraída de outra fonte.
Coleção: Conjunto limitado de itens, de um ou diversos autores reunidos sob um título comum, podendo cada item ter título próprio.
Colofão: Indicação, no final do livro ou folheto, do nome do impressor, local e data da impressão e, eventualmente, outras características tipográficas da obra.
Comissão editorial, técnica ou científica: Grupo de pessoas responsáveis pela seleção de textos a serem publicados, que se enquadram na política editorial estabelecida pelo conselho editorial.
Conselho editorial: Grupo de pessoas encarregadas de elaborar as diretrizes, estabelecendo o perfil
político-filosófico-editorial da publicação.
Conteúdo corrente: Apresentação de novos artigos a cada fascículo.
Crédito: Indicação dos nomes pessoais ou institucionais e da natureza da participação intelectual, artística, técnica ou administrativa de colaboração na elaboração da publicação.
Dados internacionais de catalogação-na-publicação: Recurso técnico que registra as informações bibliográficas que identificam a publicação na sua situação atual e anterior, incluindo o Número Internacional Normalizado (ISBN).
Data: Indicação do ano, mês e dia, quando houver, da publicação.
Dedicatória: Texto em que o(s) autor(es) presta(m) homenagem e/ou dedica(m) seu trabalho.
Descrição bibliográfica: Registro de elementos bibliográficos de um documento, com o intuito de identificá-lo e distingui-lo de outros.
Direito autoral (copirraite): Proteção legal que o autor ou responsável – pessoa física ou jurídica – tem sobre a sua produção intelectua l, científica, técnica, cultural ou artística.
Dissertação: Documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico retrospectivo, de tema único e bem delimitado em sua extensão, com o objetivo de reunir, analisar e interpretar informações. Deve evidenciar o conhecimento de literatura existente sobre o assunto e a capacidade de sistematização do candidato. É feito sob a coordenação de um orientador (doutor), visando a obtenção do título de mestre.
Documento: Qualquer suporte que contenha informação registrada, formando uma unidade, que possa servir para consulta, estudo ou prova. Inclui impressos, manuscritos, registros audiovisuais, sonoros, magnéticos e eletrônicos, entre outros.
Edição: Todos os exemplares produzidos a partir de um original ou matriz. Pertencem à mesma edição de uma publicação todas as suas impressões, reimpressões, tiragens etc., produzidas diretamente ou por outros métodos, sem modificações, independentemente do período decorrido desde a primeira publicação.
Editor: Responsável pela direção da publicação.
Editora: Casa publicadora, pessoa(s) ou instituição(ões) responsável(eis) pela produção editorial. Conforme o suporte documental, outras denominações são utilizadas: produtora (para imagens em movimento), gravadora (para registros sonoros), entre outras.
Editoração: Preparação de originais para publicação, segundo critérios específicos.
Editorial: Texto onde o editor ou redator apresenta o conteúdo do fascículo, alterações nos objetivos e na forma da publicação, mudanças no corpo editorial e outras que se tornarem necessárias.
Elementos pós-textuais: Elementos que complementam o trabalho.
Elementos pré-textuais: Elementos que antecedem o texto com informações que ajudam na identificação e utilização.
Elementos textuais: Parte do trabalho em que é exposta a matéria.
Encarte: Folha ou caderno, em geral de papel ou formato diferente, contendo ou não ilustrações, intercalado no miolo, sem ser incluído na numeração.
Entidade: Instituição, sociedade, pessoa jurídica estabelecida para fins específicos.
Entrada complexa: Entrada constituída por uma parte principal inicial, que pode ser simples ou composta, seguida de uma ou mais partes secundárias, separadas por um sinal gráfico (vírgula, ponto traço, etc.), que se destinam a esclarecer ou restringir o sentido da entrada principal.
Entrada composta: Entrada constituída por duas ou mais palavras.
Entrada simples: Entrada constituída de uma só palavra.
Entrada: Elemento levado em consideração para.determinar a ordenação, tal como um nome, um cabeçalho, um título. A entrada pode ser simples, composta ou complexa.
Entrada: Registro de um cabeçalho em catálogos, listas e outros suportes.
Entrada: Unidade do índice que consiste em cabeçalho indicativo de sua localização no texto.
Epígrafe: Texto em que o autor apresenta uma citação, seguida de indicação de autoria, relacionada com a matéria tratada no corpo do trabalho; também chamada de dístico.
Equipe editorial: Elementos que colaboram na produção formal da obra, tais como: editor responsável, revisor, diagramador, desenhista, fotógrafo, ilustrador, coordenador.
Errata: Lista de páginas, folhas e linhas em que ocorrem erros, seguidas das devidas correções. Apresenta-se quase sempre em papel avulso ou encartado, acrescido ao trabalho/publicação depois de impresso, com exemplos etc., na ordem de sua ocorrência.
Falsa folha de rosto: Folha opcional que antecede a folha de rosto, também chamada de olho e ante-rosto; também chamada de falso frontispício ou ante-rosto ou olho.
Fascículo: Unidade da publicação.
Ficha catalográfica: Registro dos elementos bibliográficos de um documento, com o intuito de identificá-lo e extingui-lo dos demais.
Folha de aprovação: Folha que contém os elementos essenciais à aprovação do trabalho.
Folha de rosto: Folha que contém os elementos essenciais à identificação do trabalho/publicação, também chamada de rosto; também chamado de frontispício ou portada.
Folhas de guarda: Folhas dobradas ao meio e coladas no começo e no fim do livro, para prender o miolo às capas duras; também chamadas de guardas.
Folheto: Publicação não periódica que contém no mínimo cinco e no máximo 49 páginas, excluídas as capas e que é objeto de Número Internacional Normalizado para Livro (ISBN).
Fonte de título: Local na publicação seriada de onde se obtém o título-chave.
Glossário: Lista em ordem alfabética de palavras ou expressões técnicas de uso restrito ou de sentido obscuro, utilizadas no texto, acompanhadas das respectivas definições.
Glossário: Relação de palavras ou expressões técnicas de uso restrito ou de sentido obscuro, utilizadas no texto, acompanhadas das respectivas definições.
Goteira: Concavidade formada pelo corte das folhas, à frente dos livros ou folhetos que tenham o dorso arredondado, em oposição, portanto, à lombada; também chamada de canal ou canelura.
Ilustração: Desenho, gravura, imagem que acompanha um texto.
Indicador: Projeção de cavidade na lateral direita das folhas do livro ou folheto, para destacar letras, números ou outros elementos.
Indicativo de seção: Número ou grupo numérico que antecede cada seção do documento.
Indicativo: Número(s), da(s) página(s) ou outra(s) indicação(ões) especificada(s), do local onde os itens podem ser localizados no texto.
Índice: Lista de palavras ou frases, ordenadas segundo determinado critério, que localiza e remete para as informações contidas no texto.
Instruções editoriais para os autores: Esclarecimentos quanto ao campo de atuação, aos objetivos, bem como exigências quanto à apresentação, à formatação e ao suporte físico dos originais destinados à publicação.
Laudo: Folha padronizada para mecanografia de originais.
Legenda bibliográfica: Conjunto de elementos destinados à identificação de um fascículo e/ou volume da publicação e dos artigos nela contidos.
Legenda: Texto explicativo redigido de forma clara, concisa e sem ambigüidade, para descrever uma ilustração, tabela, quadro etc.
Lista: Enumeração de elementos selecionados do texto, tais como datas, ilustrações,
Livro: Publicação não periódica que contémacima de 49 páginas, excluídas as capas, e que é objeto de Número Internacional Normalizado para Livro (ISBN).
Local: Cidade onde está estabelecida a editora.
Lombada: Parte da capa do trabalho que reúne as margens internas ou dobra das folhas, sejam elas
costuradas, grampeadas, coladas ou mantidas juntas de outra maneira; também chamada de dorso.
Mancha: Área de grafismo de um leiaute ou página, também chamada mancha gráfica.
Marcador: Fita presa entre o miolo e a lombada do livro ou folheto, para marcar a folha de leitura.
Miolo: Conjunto de folhas, reunidas quase sempre em cadernos, que formam o corpo da publicação.
Monografia: Item não seriado, isto é, item completo, constituído de uma só parte, ou que se pretende
completar em um número preestabelecido de partes separadas.
Nome autoral: Nome adotado pelo autor para fins de publicação.
Nota de referência: Nota que indica fontes consultadas ou remete a outras partes da obra onde o assunto foi abordado.
Nota de rodapé: Indicação, observação ou aditamento ao texto feito pelo autor, tradutor ou editor, podendo também aparecer na margem esquerda ou direita da mancha gráfica.
Nota explicativa: Nota usada para comentários, esclarecimentos ou explanações, que não possam ser incluídos no texto.
Nota: Indicação, observação ou aditamento ao texto feita pelo autor e/ou tradutor e/ou editor.
Número especial dependente: Aquele que utiliza o mesmo título, a mesma numeração (volume, fascículo, mês, ano) e o mesmo código ISSN, porém com paginação própria.
Número especial: Unidade da publicação que aborda um assunto específico; também chamado de edição especial.
Orelha: Cada uma das extremidades da sobrecapa ou da capa do livro, dobrada para dentro e, em geral, com texto sobre o autor ou o livro.
Original: Conjunto de elementos textos, tabelas, figuras, etc.) que compõem uma obra, destinado à editoração.
Original: Texto em sua forma específica, tal e qual foi produzido por seu autor na língua que lhe é própria.
Página capitular: Página de abertura das unidades maiores do texto (partes e capítulos com apresentação gráfica uniforme ao longo do texto).
Página: Uma das duas faces da folha; lado de uma folha.
Palavra-chave: Palavra representativa do conteúdo do documento, escolhida em vocabulário controlado.
Periodicidade: Intervalo de tempo entre a publicação sucessiva dos fascículos de um mesmo título de publicação. Quando editado regularmente, o periódico pode ser diário, semanal, quinzenal ou bimensal, mensal, bimestral, trimestral, semestral, anual, bienal, trienal etc.
Posfácio: Matéria informativa ou explicativa, posterior à conclusão do texto que, de alguma forma, altere ou confirme o conteúdo do mesmo.
Prefácio: Texto de esclarecimento, justificação ou comentário, escrito por outra pessoa, também chamado de apresentação quando escrito pelo próprio autor.
Primeira edição: Primeira publicação de um original.
Projeto de pesquisa: Compreende uma das fases da pesquisa. É a descrição da sua estrutura.
Projeto: Descrição da estrutura de um empreendimento a ser realizado.
Publicação oficial: Documento impresso por qualquer processo, convencional ou não, produzido e/ou editado sob a responsabilidade, às expensas ou por ordem de qualquer entidade, seja da administração direta ou indireta, nos níveis federal, estadual ou municipal.
Publicação periódica científica impressa: Um dos tipos de publicações seriadas, que se apresenta sob a forma de revista, boletim, anuário etc., editada em fascículos com designação numérica e/ou cronológica, em intervalos pré-fixados (periodicidade), por tempo indeterminado, com a colaboração, em geral, de diversas pessoas, tratando de assuntos diversos, dentro de uma política editorial definida, e que é objeto de Número Internacional Normalizado (ISSN).
Publicação periódica: Publicação em qualquer tipo de suporte, editada em unidades físicas sucessivas, com designações numéricas e/ou cronológicas e destinada a ser continuada indefinidamente.
Publicação seriada: Publicação, em qualquer suporte, editada em partes sucessivas, com conteúdo corrente, designação numérica e/ou cronológica e destinada a ser continuada indefinidamente.
Publicação: Conjunto de páginas impressas com a finalidade de divulgar informação.
Reedição: Edição diferente da anterior, seja por modificações feitas no conteúdo, na forma de apresentação do livro ou folheto (edição revista, ampliada, atualizada etc.) ou seja por mudança de editor. Cada reedição recebe um número de ordem: 2ª edição, 3ª edição etc.
Referências: conjunto padronizado de elementos descritivos retirados de um documento, que permite sua identificação individual.
Reimpressão: Nova impressão de um livro ou folheto, sem modificações no conteúdo ou na forma de apresentação (exceto correções de erros de composição ou impressão), não constituindo nova edição.
Relatório técnico-científico: Documento que relata formalmente os resultados ou progressos obtidos em investigação de pesquisa e desenvolvimento ou que se descreve a situação de uma questão técnica ou científica. O relatório técnico-científico apresenta, sistematicamente, informação suficiente para um leitor qualificado, traça conclusões e faz recomendações. É estabelecido em função e sob a responsabilidade de um organismo ou de pessoa a quem será submetido.
Remissiva ver também: Indicação que amplia as opções de consulta, remetendo a cabeçalhos correlatos.
Remissiva ver: Indicação que elimina uma forma de cabeçalho, remetendo ao cabeçalho adotado.
Remissiva: Indicação que remete de um cabeçalho ou subcabeçalho para outro, através das expressões ver ou ver também.
Resumo crítico: Resumo redigido por especialistas com análise crítica de um documento. Também chamado de resenha. Quando analisa apenas uma determinada edição entre várias, denomina-se recensão.
Resumo em língua estrangeira: Versão do resumo para idioma de divulgação internacional.
Resumo em língua vernácula: Apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto, fornecendo uma visão rápida e clara do conteúdo e das conclusões do trabalho.
Resumo indicativo: Indica apenas os pontos principais do documento, não apresentando dados qualitativos, quantitativos etc. De modo geral, não dispensa a consulta ao original.
Resumo informativo: Informa ao leitor finalidades, metodologia, resultados e conclusões do documento, de tal forma que este possa, inclusive, dispensar a consulta ao original.
Resumo: Apresentação concisa dos pontos relevantes de um documento.
Revisão de originais: Normalização ortográfica, gramatical, literária e de padrões institucionais, aplicando-se as técnicas editoriais e marcações para uniformizar o texto como um todo. Também denominada como copidesque.
Revisão de provas: Elementos gráficos que indicam convencionalmente as marcações de erros no texto.
Seção primária: Principal divisão do texto de um documento.
Seção secundária, terciária, quaternária quinária: Divisão do texto de uma seção primária, secundária, terciária, quaternária, respectivamente.
Seção: Parte em que se divide o texto de um documento, que contém as matérias consideradas afins na exposição ordenada do assunto.
Separata: Publicação de parte de um trabalho (artigo de periódico, capítulo de livro, colaborações em coletâneas etc.), mantendo exatamente as mesmas características tipográficas e de formatação da obra original, que recebe uma capa, com as respectivas informações que a vinculam ao todo, e a expressão “Separata de” em evidência. As separatas são utilizadas para distribuição pelo próprio autor da parte, ou pelo editor.
Série: Conjunto ilimitado de itens, sobre um tema específico, com autores e títulos próprios, reunidos sob um título comum.
Sigla: Reunião das letras iniciais dos vocábulos fundamentais de uma denominação ou título.
Símbolo: Sinal que substitui o nome de uma coisa ou de uma ação.
Símbolos e sinais: Elementos gráficos que indicam convencionalmente as marcações de erro no texto.
Sobrecapa: Cobertura solta, em geral de papel, que protege a capa da publicação.
Subalínea: Subdivisão de uma alínea.
Subtítulo: Informações apresentadas em seguida ao título, visando esclarecê-lo ou complementá-lo, de acordo com o conteúdo do item/publicação.
Sumário: Enumeração das principais divisões, seções ou outras partes do trabalho/publicação, na mesma ordem e grafia em que a matéria nele se sucede.
Suplemento: Documento que se adiciona a outro para ampliá-lo ou aperfeiçoá-lo, podendo ser editado com periodicidade e/ou numeração própria.
Tabela: Elemento demonstrativo de síntese que constitui unidade autônoma.
Tese: Documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico de tema único e bem delimitado. Deve ser elaborado com base em investigação original, constituindo-se em real contribuição para a especialidade em questão. É feito sob a coordenação de um orientador (doutor) e visa a obtenção do título de doutor, ou similar.
Tiragem: Total de exemplares impressos de cada fascículo de uma publicação.
Título corrente: Linha impressa ao alto de cada página do texto com a indicação do(s) nome(s) do(s) autor(es), do título da publicação e do título do capítulo ou seção.
Título de lombada: Título do documento, abreviado ou não.
Título: Palavra, expressão ou frase que designa o assunto ou o conteúdo de um item/publicação.
Título-chave: Forma em que se apresenta o título de uma publicação seriada em sua fonte de título e inseparavelmente ligado ao seu ISSN.
Trabalhos acadêmicos – similares (trabalho de conclusão de curso – TCC, trabalho de Graduação interdisciplinar – TGI: trabalho de conclusão de curso de especialização e/ou aperfeiçoamento e outros): Documento que representa o resultado de estudo, devendo expressar conhecimento do assunto escolhido, que deve ser obrigatoriamente emanada da disciplina, módulo, estudo independente, curso, programa e outros ministrados. Deve ser feito sob a coordenação de um orientador.
Tradução: Substituição de matéria textual em uma língua (dita língua fonte) por matéria textual em outra (dita língua meta).
Volume: Conjunto dos fascículos ou números da publicação.
Volume: Unidade física da publicação.